Lente Intra Ocular

Afinal qual o tipo de lente intra ocular ideal para a cirurgia de catarata?

A lente adequada será sempre aquela recomendada pelo médico oftalmologista. O importante é que o paciente tenha acesso ao melhor tipo de material e medicamento disponível, tenha um atendimento humanizado seja ele Particular ou atendimento pelo SUS Sistema Único de Saúde.

Qual a diferença entre a lente nacional e a importada?

Se pesquisarmos sobre as lentes nacionais na internet encontraremos comentários e afirmações dos profissionais médicos de que elas são de boa qualidade, e que a desvantagem está na incisão feita pelo cirurgião para colocação da lente, pois trata-se de uma lente rígida (não dobrável), sendo necessário incisão e sutura no olho, com isso o paciente terá uma recuperação mais lenta aumentará o risco de infecção dentre outros problemas. Ao contrário das lentes importadas (flexível e dobrável) onde a incisão cirúrgica é pequena sem necessidade de pontos.

A lente nacional é segura?

Existem certamente casos de pacientes que se submeteram ao procedimento com a lente nacional e tiveram bons resultados. O fato é que o paciente quer sempre o melhor e a grande maioria não esta disposta a assumir maiores riscos, colocando a saúde ocular em primeiro plano, optando assim pela lente importada (flexível).

Alem da lente ou LIO, o que mais é importante para o sucesso da cirurgia de catarata?

O paciente geralmente se preocupa com o tipo de lente intra ocular que será usada em sua cirurgia, o que é natural, a qualidade é imprescindível. Na busca pela melhor opção o paciente se depara com casos que envolvem “valores” que alguns planos de saúde não cobrem.

É realmente importante pesquisar preços de materiais e medicamentos pois eles podem variar muito, sem esquecer-se do centro cirúrgico e equipe adequado e da experiência do profissional cirurgião que é fundamental para o resultado final da cirurgia de catarata.

Fonte: Cas Saúde


Tecnologia Moderna - Segurança e Qualidade há mais de 20 anos

ANVISA:N°35503080186302614219

Seguro e Moderno

O Centro Cirúrgico Bela Vista é um dos principais centros oftalmológicos na região da Paulista em São Paulo concebido exclusivamente para realização da Cirurgia de Catarata, é considerado referência em sua especialidade e único especializado somente em cataratas.

A consulta de avaliação e os exames pré-operatórios são realizados pelo próprio médico oftalmologista cirurgião, que possui mais de 20 anos de experiência na realização de cirurgia ocular.

O Centro Cirúrgico também conta com um Instituto de Olhos, onde tem apoio de Médicos Cirurgiões que são (Professores e Palestrantes em congressos) especializados no atendimento oftalmológico.

Alem de atender convênios como Bradesco Saúde, Sulamerica, Amil, Unimed e outros, o Centro Cirúrgico possui o Plano Cirúrgico Completo que já inclui a consulta, os exames pré-operatórios (oftalmológicos) a lente intraocular importada e todos honorários médicos. Tudo de forma acessível para quem não possui convênio médico não abrindo mão da qualidade que é o principal diferencial.

Possui equipamentos de última geração e estrutura própria que possibilitam excelentes condições em caso de atendimento particular.

Centro Especializado em Cirurgia de Catarata - São Paulo SP


O Centro Especializado em Cirurgia de Catarata se preocupa com a qualidade dos serviços e a segurança dos pacientes, oferece o que existe de melhor e moderno em equipamentos, materiais, medicamentos, lente intra ocular multifocal, monofocal, tórica e lente intraocular trifocal (importadas) para realização da cirurgia de catarata.

Novidade: As cirurgias estão mais Seguras ainda, estamos inovando, alem dos exames pré-operatórios tradicionais estamos realizando o exame OCT Tomografia de Coerência Óptica em todos nossos pacientes que necessitam. O exame estará incluso no nosso Plano Cirúrgico Completo.


Cirurgia de catarata com menores preços em relação ao mercado, porém, associamos Qualidade total e Segurança. Conheça.

Esclareça suas dúvidas com nosso Administrador

Será um prazer Atender

Fone: (11) 5812-6835 (11) 9.5770-8633

Cirurgia de Catarata

Catarata: definição e classificação. A catarata é definida como qualquer opacificação do cristalino que atrapalhe a entrada de luz nos olhos, acarretando diminuição da visão. As alterações podem levar, desde pequenas distorções visuais, até a cegueira.

Inúmeros fatores de risco podem provocar ou acelerar o aparecimento de catarata, incluindo medicamentos (esteróides), substâncias tóxicas (nicotina), doenças metabólicas (diabetes mellitus, galactosemia, hipocalcemia, hipertiroidismo, doenças renais), trauma, radiações (UV, Raio X, e outras), doença ocular (alta miopia, uveíte, pseudoexfoliação), cirurgia intra-ocular prévia (fístula antiglaucomatosa, vitrectomia posterior), infecção durante a gravidez (toxoplasmose, rubéola), fatores nutricionais (desnutrição).

Pode ser classificada em :

• catarata congênita - presente ao nascimento

• catarata secundária - As cataratas secundárias aparecem secundariamente, devidos a fatores variados, tanto oculares (uveítes, tumores malignos intra-oculares, glaucoma, descolamento de retina, etc.), como sistêmicos. No último caso, podem estar associadas a traumatismos, moléstias endócrinas (diabete mellitus, hipoparatireoidismo, etc.), causas tóxicas (corticóides tópicos e sistêmicos, cobre e ferro mióticos, etc.), exposição a radiações actínicas (infravermelho, raios X, etc.), traumatismos elétricos, entre outras

• catarata senil - Opacidade do cristalino em conseqüência de alterações bioquímicas relacionadas à idade.

Aproximadamente 85% das cataratas são classificadas como senis, com maior incidência na população acima de 50 anos.3 Nesses casos não é considerada uma doença, mas um processo normal de envelhecimento.

Tratamento:

O tratamento clínico como prescrição de óculos, tem efeito transitório. O tratamento farmacológico, apesar de sua falta de evidencia é utilizado em alguns países da Europa, e por alguns oftalmologistas brasileiros, não tem efetividade comprovada. A correção cirúrgica é a única opção para recuperação da capacidade visual do portador de catarata senil.

Referências

1 CBO, “ Catarata: Diagnóstico e tratamento”; Projeto Diretrizes; Associação Médica Brasileira e Conselho Federal de Medicina”; 2003. Disponivel em:

http://www.projetodiretrizes.org.br/projeto_diretrizes/031.pdf; (13/11/2006)

2 Souza NV. Opacificações dos meios oculares. In: Rodrigues MLV, org. Oftalmologia para alunos de graduação em medicina. Legis Summa, Ribeirão Preto, 1992. p. 61-66.

3 Organización Mundial de la Salud. Catarata.In: OMS. Estratégias para la prevención de la ceguera em los programas nacionales.2 ed.OMS,Genebra, 1997,p.71-77